Dia 06 – Local Sagrado

No tema deste dia, espaços sagrados, abordarei algo um tanto inusitado e de imensa importância em relação a local sagrado, todos os meus amigos de dentro do Druidismo,  que estão ou já escreveram os 30 dias já abordaram o tema falando de seus bosques, nemetons, preparação de local antes dos rituais, as florestas e os locais de poder como Brú na boine e Stonehenge.

Falarei do local mais sagrado de todos: Nosso Corpo.

Decidi por esta abordagem, depois de mais uma conversa com mais uma amiga que ela se acha feia, que não se valoriza, que tem vergonha de seu corpo, enfim toda aquela gama de injúrias que nós hoje nos imputamos por estarmos fora do dito padrão, ou de alguma ofensa a  nos feita, não se engane achando que este texto é voltado apenas para mulheres, não é, há muitos homens inseguros e na mesma situação ou pior.

A questão é que todos nós nos esquecemos que o corpo é morada da alma, e que sem corpo não há uma espiritualidade verdadeira sem a utilização da cabeça, tronco, membros, coração, etc. Há hoje uma  urgente e gritante  necessidade de efetuarmos a redenção e reintegração do nosso corpo  como parte integrante de nossa espiritualidade. Dentro do Druidismo, em nossas meditações constantemente “sentimos” o corpo nos centramentos e respirações, nós o sentimos como veículo aquela atividade, mas não o reconhecemos, na maioria das vezes, como parte integrante da ação espiritual. Prova disso está justamente no sentimento de inadequação que a maioria de nós temos, seja por uma baixa estima, seja por uma sobra de ranço cristão que muitos de nós carregamos inconscientemente, tendo vergonha de nossos corpos, de nossa voz, de ser desastrado, enfim nós  não nos assumindo como parte do divino e da natureza, e infelizmente é algo tão dentro de nós, tão entremeado que simplesmente não percebemos como isso pode afetar nossa espiritualidade, pois sem nos sentirmos divinos, como atingir aos Deuses? Como desenvolver plenamente a espiritualidade se não nos enxergamos sagrados?

Eu acredito que grande parte desta desconexão tem haver com o fato  incubado em nós por eras de imputação de culpa,  de que que a matéria ( que vem de mater, por tanto mãe – mãe terra – o feminino tão temido por sua ligação com o selvagem, gestação e o primal) é ligado ao ego, ao errado quando estamos na busca do espírito, ainda que no Druidismo e  algumas outras religiões da terra, consigamos desassociar esta imagem pela integração de nós a terra, como sendo de fato parte de um todo, mas não é consenso e infelizmente não é a maioria das pessoas que conseguem fazer esta junção, mesmo em nosso meio.

Prova disso vemos de diversas formas, aquele amigo que se menospreza, não se achando capaz de fazer X coisa, ou o/a cartomante ou  o/a curandeiro que acha errado cobrar por seus trabalhos, tudo isso é ligado ao repudio da matéria como parte externa ao espiritual e da espiritualidade de forma geral, não a toa pois ainda existe muito de um preconceito velado acerca da importância do corpo na busca pela espiritualidade e talvez alguns casos de pessoas de vida sedentária, obesidade mórbida traduzam exatamente a ignorância de que a única coisa que importa para os Deuses, e consequentemente que deveria importar para nós, é a parte espiritual como uma totalidade matéria e espirito.

Então é momento de nós nos olharmos no espelho e reconhecermos a perfeita morada que temos e somos e que abriga esta incrível essência, totalizando o ser perfeito que cada um é, é momento de nos acolhermos como um ente querido e amado, reconhecer que somos belos acima de qualquer padrão, que somos a eterna veiculação com os Deuses e assim temos para onde quer que formos um local sagrado.

“Nosso corpo é sagrado e carrega o poder , o poder de criar, o poder de transformar, de mudar a vida”

 

Anúncios
Esse post foi publicado em 30 Dias Druídicos. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s